O poder da cultura na construção do amanhã

19/12/2018

Fomentar o interesse pela cultura nos locais em que a Atvos está inserida. Este é um dos objetivos do Programa Energia Social, que visa o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida nesses municípios.

 

Exemplo disto ocorre em Nova Alvorada do Sul (MS), com o projeto Ponto de Cultura, primeira construção sustentável da região, finalizada em 2014. Com capacidade para atender 300 pessoas por mês, o local oferece aulas de viola, violão, acordeom, teatro, canto coral, corpo coreográfico, pintura em tela, entre outros. As instalações do espaço – que contam com cozinha, quadra, sala administrativa e de aula, banheiros, passarelas, concha acústica e uma área aberta – foram construídas com tecnologia e eficiência biológica.

 

“Sou apaixonado por cultura e me orgulho em fazer parte de um projeto que é referência em modernidade e sustentabilidade” diz José Carrasco, coordenador de cultura de Nova Alvorada do Sul. O projeto conta com um sistema construtivo, em tijolos de solocimento, que tem seu processo de fabricação de forma ecológica e sustentável. Além disso, o tratamento de esgoto, por meio de bacias de evapotranspiração, não agride nem polui o solo e as águas dos lençóis freáticos. O espaço conta ainda com captação e reuso de água da chuva e coletor solar, que serve para aquecer a água e diminuir os custos com energia elétrica.

 

Dentro do Ponto de Cultura, ainda, é desenvolvido outro projeto apoiado pelo Energia Social: a orquestra de acordeom, que funciona por meio de oficinas que oferecem aulas teóricas e práticas com o intuito de proporcionar a sociabilidade, o aprendizado cultural e crescimento educacional por meio da música.

 

A cultura disseminada também em outros Estados

 

Em Perolândia (GO), o incentivo à cultura veio por meio da voz. Em 2017, um projeto estruturou a primeira rádio comunitária no município, a Perobas FM, e proporcionou aos moradores fácil acesso a informações locais e programações culturais. Ao todo, a rádio já totaliza mais de 16 mil horas de música, programação e entretenimento a todos os moradores da região.

 

 

A centenas de quilômetros dali, em Costa Rica (MS), um Auditório Cultural e Ambiental foi construído, há três anos, para realização de eventos culturais e relacionados à preservação do Meio Ambiente. “Apoiar a realização desse projeto é gratificante para nós. Além de proporcionar à comunidade um espaço que pode ser utilizado de diversas maneiras, como para apresentações teatrais, sessões de cinema, reuniões e palestras, colaboramos para a disseminação de informações sobre meio ambiente e cultura, dentro de uma área de conservação ambiental”, declara Chafick Fair Luedy, gerente de Pessoas e Administração do Polo Taquari.

 

O Estado de São Paulo também foi contemplado. Em Teodoro Sampaio, o Energia Social colaborou para o resgate da autonomia social e a criatividade de dezenas de jovens em situação de vulnerabilidade por meio da promoção de atividades culturais como teatro, dança de rua, fotografia e grafite. “Trazer a juventude para um ambiente que ofereça benefícios sociais é fundamental para o desenvolvimento pessoal e profissional de cada um desses jovens. Temos orgulho em abraçar projetos com viés cultural e convicção de que este é o caminho a ser seguido”, diz Glauco Trugillo, gerente de Pessoas e Administração do Polo São Paulo.

 

A Atvos acredita no poder da cultura em transformar municípios, vidas e histórias. Desta forma, espera continuar renovando seu amanhã em todas as comunidades em que está presente.