Polo Araguaia e Unifimes assinam acordo de cooperação técnica e científica para ganhos de produtividade

13/06/2019

Troca de experiências entre profissionais e comunidade acadêmica incentivará o ganho de produtividade para o Polo Araguaia
O Polo Araguaia, da Atvos, acaba de assinar um acordo de Cooperação Técnica e Científica com o Unifimes (Centro Universitário de Mineiros) para a realização de Mestrado Profissional com o objetivo de implementar projetos de pesquisa que aprimorarem a produtividade de suas unidades na região.

 

A Unifimes é uma Instituição de Ensino Superior que está atenta ao mercado de trabalho e às atuais tendências que nele ocorrem, por isso possui cursos de graduação e pós-graduação de áreas variadas como Administração, Agronomia, Engenharia Ambiental, Direito, entre outros.

 

O corpo discente dos cursos fará uma análise, em parceria com a Atvos, para estudos e pesquisas que auxiliem a empresa na melhoria de processos e produtos. As atividades começarão com uma grande imersão para estudos no negócio. A partir disso, os técnicos da Atvos apresentarão as demandas e os docentes e pesquisadores da universidade começam os estudos e as visitas técnicas. Além da troca de experiências e compartilhamento de ideais, o acordo prevê a oportunidade de geração de estágios, desenvolvimento de produtos e processos, inovação tecnológica e a participação conjunta em seminários, congressos e outros eventos de interesse de ambas as partes.

 

Entre os temas que poderão ser aprofundados estão: novas tecnologias industriais, adubação, preparo de solo e uso de resíduos. “Acreditamos que ao compartilhar conhecimento somamos forças para cultivar soluções inteligentes que podem melhorar ainda mais os resultados das nossas unidades”, explica Sérgio Fiorin, líder do polo.

 

Presente nos municípios de Mineiros (GO) e Perolândia (GO), é a primeira vez que o Polo Araguaia realiza uma parceria com este objetivo. As unidades são responsáveis pela produção de etanol e energia de biomassa por meio da cana-de-açúcar e, atualmente, geram de mais de 1,7 mil empregos nas comunidades onde está presente.