Conselhos de uma ex-estagiária

28/02/2019

A minha resposta é: exercite o autoconhecimento e entenda o que você quer. Nasci em Sertãozinho (SP), mas estudei Engenharia Mecânica na Universidade Estadual de Maringá (PR). Soube do Programa de Estágio da Atvos, me inscrevi e fui selecionada para o Polo Santa Luzia, na turma de 2017.

 

Quando cheguei em Nova Alvorada do Sul (MS), passei pelo período de adaptação. Na faculdade, eu tive contato com atividades da empresa júnior, com projetos de empreendedorismo social e da área de qualidade, mas era a primeira vez que colocava em prática os ensinamentos da universidade. Comecei o estágio na área de manutenção automotiva, aprendendo muito, claro, mas ainda sem saber ao certo o que eu queria para a minha carreira, tudo era muito novo.

 

No período de estágio entendi que para a experiência ser mais proveitosa eu precisava trabalhar três pontos: ansiedade, zona de conforto e insegurança. Controlar minha ansiedade para ter mais calma e esperar o momento para as coisas acontecerem, sair da minha zona de conforto, não me limitar e não ter medo de abraçar as oportunidades e, por fim, lidar com a insegurança, aceitar que errar faz parte do processo de aprendizagem. Após o estágio, tive a oportunidade de um desafio maior, ingressar no Jovem Parceiro, o jeito de fazer o programa de trainee da Atvos. Ingressei na equipe de engenharia, tendo mais responsabilidades e mais cobranças, o que me ajudou a ter mais maturidade e confiança nas minhas entregas.

 

Trabalhar em uma empresa como a Atvos fez toda a diferença para mim. Você chega deslumbrado com a magnitude de tudo, mas aos poucos enxerga que pode contribuir com melhorias nos processos e, então, quando você já está 100% adaptado, respira, entende que faz parte daquilo tudo e os resultados passam a ser consequência do seu trabalho, o que é muito gratificante.

 

Refletir sobre quem sou e onde quero chegar, além de conhecer minhas aptidões foram, sem dúvida, o diferencial para minha trajetória profissional.

 

Priscila Lopes, estagiária da turma de 2017 e atualmente Jovem Atvos no Polo Santa Luzia