Competência comportamental: sucesso na carreira!

29/01/2020

Classificada como um diferencial aos jovens que almejam uma vaga, ela nada mais é do que o conhecimento de suas emoções e o desenvolvimento de habilidades

Em uma era em que muito se fala sobre a inserção dos jovens no mercado de trabalho e as barreiras enfrentadas por esta tarefa, uma nova tendência surge para o auxílio daqueles que visam o crescimento pessoal e profissional. Classificada como um diferencial aos jovens que almejam uma vaga, a competência comportamental nada mais é do que o conhecimento de suas emoções e o desenvolvimento de habilidades que, durante processos seletivos, valorizam e destacam futuros profissionais.

 

“É possível dividir as competências em duas, sendo a técnica, aquela relacionada ao aprendizado, como em cursos, e as comportamentais, que são atitudes e hábitos que a pessoa desenvolve ao longo da vida e que podem ser expressas tanto no lado pessoal quanto profissional”, comenta a coordenadora de Pessoas da Atvos, Kelly Parpinelli, que tem sob sua responsabilidade a gestão de quase 2 mil funcionários em Mirante do Paranapanema e Teodoro Sampaio, sendo que 25% do efetivo nessas cidades têm até 30 anos.

 

Kelly afirma que bons exemplos dessa competência comportamental são: criatividade, iniciativa, boa comunicação, liderança e trabalho em equipe, e expõe que a oportunidade está no fato que, ao buscar por um jovem, a empresa está ciente de que ele pode não ter experiências anteriores, o que faz com que tais habilidades sejam exigidas. “É na atitude e dedicação que essa pessoa vai conseguir demonstrar seu potencial e ensejar no empregador a vontade de tê-lo em sua equipe”.

 

Para que tais comportamentos possam ser despertados, Kelly aponta a importância de um ambiente de trabalho que estimule o convívio com diferentes gerações e a abertura de espaço para que jovens apresentem suas ideias e tenham autonomia.

 

EXEMPLO DE SUCESSO E ASCENSÃO PROFISSIONAL

 

Atualmente com 30 anos e com a função de coordenador de manutenção de oficina interna da Atvos, José Montemor tem aproximadamente 140 pessoas sob sua liderança e está há sete meses na função que representa um avanço dentro da empresa. A trajetória dele no local teve início em julho de 2015, ainda como analista de planejamento júnior, e seu desempenho e habilidades apresentadas foram diferenciais para que oportunidades lhe fossem dadas em outros cargos, até chegar ao atual.

 

“Acredito que meu perfil bateu com o da empresa e temos princípios parecidos. Tive várias chances de participar de momentos importantes e mostrar minha postura e posicionamentos, e isso foi importante para mim”, comenta José. Para ele, as principais habilidades que o ajudaram foram: liderança, iniciativa e a vontade de sempre ajudar ao próximo.

 

Fonte:http://www.imparcial.com.br/noticias/competencia-comportamental-sucesso-na-carreira,32291