Odebrecht Agroindustrial muda nome para Atvos e fala em novos investimentos

22/01/2018

SÃO PAULO (Reuters) – A Odebrecht Agroindustrial, braço sucroenergético do conglomerado empresarial brasileiro, anunciou nesta terça-feira que passará a se chamar Atvos, ao mesmo tempo em que planeja novos investimento no setor.

 

Um dos maiores grupos de cana-de-açúcar do Brasil, com capacidade instalada para processar 36 milhões de toneladas por safra, a agora denominada Atvos surgiu há 10 anos e possui usinas nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

 

“O mundo vive um cenário de muitas oportunidades relacionadas à matriz energética limpa e à economia de baixo carbono, o que aumenta o protagonismo do Brasil e da cadeia produtiva nacional”, avaliou o presidente da Atvos, Luiz de Mendonça, em comunicado.

 

A empresa tem capacidade para produzir 3 bilhões de litros de etanol, 700 mil toneladas de açúcar e cogerar 3,1 mil GWh de energia elétrica por temporada safra.

 

Sem detalhar os investimentos futuros, a Atvos afirmou que deste o início de suas operações, há dez anos, investiu cerca de 12 bilhões de reais.

 

A mudança de nome ocorre após um período de dificuldades para a empresa, que no ano passado chegou a ser sondada pela Glencore, interessada em algumas de suas usinas.

Por José Roberto Gomes